quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Amor em distintas proporções




Sabe, penso o seguinte:não se constrói um relacionamento sozinho.Aliás poucas são as coisas na vida que conseguimos construir sozinhos sem contar com ajuda de ninguém.E mesmo assim essas poucas coisas que podem ser construídas em solidão seriam bem melhores se contasse com ajuda alheia.Não quero dizer que precisamos estar sempre todas as 24 horas de cada dia conectados de alguma forma a alguém.Não mesmo.Ficar sozinho é bom, fazer certas descobertas sozinho é bom, ainda mais quando estas são sobre nós mesmos.Solidão é boa até pra pensar melhor porque é sempre nós com nós mesmos, sem opinião alheia e condenação de quem não sente na pele o que só nós sentimos.Solidão é boa, mas vez ou outra.E solidão num relacionamento então é algo que não pode existir.Por mais que esteja cada um em sua casa, cada um com seus amigos ou cada um isolado do outro por qualquer motivo que seja, é necessário sentir o outro por dentro, é necessário ter a certeza de que não se está completamente só.Afinal relacionamento é isso.São duas pessoas distintas que querem estar sempre juntas porém quando se separam ainda sim estão juntas, conectadas por pensamento.Até porque amor recíproco é você saber que o outro também está pensando em você naquele momento, o outro também te carrega no coração, o outro também te quer na mesma proporção, até porque se ele querer em proporções maiores ou menores, aí sim que a coisa começa a desandar.
Digo, você tem que amar ao outro exatamente da mesma maneira e quantidade que ele te ama.Porque se você amar mais, estará sempre se condenado por não ter conquistado a mesma grandeza de amor do outro e vai ficar cobrando do outro aquele amor a mais que você tem.É claro que você não vai chegar e falar claramente com todas as letras:''Oi, olha só, tenho notado que na nossa relação eu amo mais você do que você me ama, seria possível você se esforçar e me amar da mesma forma que eu te amo, demonstrando assim como eu demonstro esse amor maior do que o que temos vivido?''.Pois bem, ninguém seria tão claro, ou quase ninguém.As pessoas geralmente neste caso iriam usar de indiretas, de cobranças, de métodos que os amigos (principalmente mulheres) indicariam como tentar fazer ciúmes no outro, ou teatrinhos ou começar a fingir que não se importa tanto com a pessoa pra vê se ela se liga e pense que vai te perder e comece a lhe valorizar mais.Mas isso não dá muito certo, isso é ser de certa parte falso com o outro e falsidade num relacionamento é coisa que sempre tem grandes efeitos colaterais e são jogadas na cara da maneira mais fria e dolorosa possível nos momentos de discussão.
Mas vamos ao outro lado da moeda, se o sujeito amar você muito mais do que você ama ele,inicialmente você vai achar ótimo, vai ter confiança de imediato, vai se sentir até mais esperta que ele.Mas depois isso vai começar a te sufocar porque ele vai ter tais atitudes de zelo e precaução que você não toma com ele, então vai achar tudo perturbador demais e exagerado da parte dele.Vai querer cada vez mais ter um momento só seu, enquanto acha que o muito amor dele é excessivo demais e não corresponde às suas expectativas.Você vai querer fugir um pouco, tomar um ar, respirar e no meio da fuga que era pra ser pra melhorar a relação com a outra pessoa você percebe que o sentimento da sua parte vem diminuindo, que talvez não seja isso que você queira.Aí que se começa a cobrança da outra parte e a fuga da sua. E o outro sofre e você fica confuso sem saber bem o que quer.
Pois é, relacionamento só se constrói junto e em sentimento com proporções iguais.Muitas vezes achamos que não está dando certo pois o outro não te ama mais, não te quer mais,não é com você como já foi antes,mas pode ser que o outro ainda te ame sim, te queira sim, só que em proporção diferente.Esse é o risco e consequência de toda relação: ou o sentimento vai diminuindo ou aumentando, agora permanecer o mesmo ele nunca permanece.Sortudos são aqueles que caminham juntos com sentimentos tão diretamente proporcionais que quando um está amando muito o outro também está, agora quando a relação esfria isso acontece de ambos os lados.Sortudos e felizes são estes que quando não permanecem juntos, rompem da maneira mais amigável, pois percebem e aceitam o fim já que ambos não se sentem mais bem naquilo que vivem.
A pior coisa que existe em uma relação é ver que se ama mais ou menos que o outro, aí sim passamos a construir de fato uma relação sozinhos.Não a relação em que se está, pois nessa ainda podemos contar com o outro, mas sim a relação recíproca em que se quer viver.Essa sim passa a ser construída só e muitas vezes se desmorona por falta de equilíbrio antes mesmo de acabar a construção.Porque amor em certo grau vindo de um lado só não sustenta nada, só desmorona, só acaba com o que existiu de fato e com o que mais ama dos dois quer que exista.E foi exatamente assim que aconteceu com a gente.

5 comentários:

Letícia Campos Padula disse...

parabens pelo blog lindo e por esse texto que fala tantas verdades. e obrigada pelo seu recadinho. estou te seguindo, grande beijo!!

autofágica disse...

Solidão a dois é terrível.
Já tive essa experiência e sinceramente é mais doloroso que um pé na bunda!

:*

Camila Paier disse...

Enfim, é como tenho pedido todo santo dia, antes de dormir: que Deus me mande um amor bom, que sinta como eu, que me entenda, e que me comporte. Que não goste mais de mim do que eu dele, e nem menos, que ninguém é digno de pena. Na mesma medida da fita métrica, exata. Amor-amor, de verdade, sabe; quando existe, é igualzinho em quantidade nos dois. Que venha para nós, por favor!
Um beijo, guria!

In my Place disse...

Amar igualmente é uma das coisas mais dificeis hoje em dia, eu digo que as pessoas que conseguem esse tipo de sentimendo estão destinadas a continuar juntas, porque é amor reciproco, mutuo.
Talvez eu até sinta uma pontinha de inveja disso, porque no meu caso sempre foi a aprte de se dedicar mais, de amar mais do que a outra parte, é algo que não consigo evitar. Eu me entrego, e são poucos que conseguem me acompanhar nisso.
Aproveitando tenho que dizer, simplesmente adoro a forma que você escreve. Me prende do começo ao fim e por mais que seja ''grande'' eu não consigo parar enquanto não termino. KOPASKOPSA E os ''trechos'' de Caio Fernando no seu blog, são simplesmente perfeitos, sempre me identifico.
Parabéns (:

Diario de uma mae solteira disse...

Eu ia jurar que li este texto noutro blog (não faço ideia quem terá copiado) mas essencialmente eu queria apenas dizer que gostei muito do que li

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...