domingo, 15 de agosto de 2010

O que dói mais é a mentira




Há quase um mês não me vejo inspirada para nada.Principalmente para a escrita.É que me vi tão feliz de repente que mal restava tempo para cada uma das particularidades que eu tinha antes dessa onda total de felicidade.
Gostei bastante e achei que era recíproco, cheguei a amar e achei quer era recíproco, me dediquei, fiz de tudo, amenizei alguns dos meus grandes defeitos- como o de ser impulsiva-e mais uma vez achei que era recíproco.Mas não, eu só achei, tive a certeza de que não era a pouco tempo.Então descubro: vivi um engano.Vivi mais uma ilusão, mas dessa vez não fui eu que iludi a mim mesma, mas ele.Ele que iludiu, mentiu e acabou com tudo, embora a decisão final tenha sido minha, mas já havia acabado por conta das atitudes dele, mesmo antes de se resolver que tínhamos algo a decidir.Entrei naquele estado de se queixar, se perguntar, chorar, refletir, ficar calada, não querer mais sair, odiar tudo quanto é homem, e infelizmente quando entramos nesse estado de quietitude chegamos a conclusão de muitas coisas. Nossos retrocessos ao passado nos fazem ver coisas que estavam estampadas na cara, mas a pureza do sentimento não nos permitia enxergar.E é ai que se descobre como se foi trouxa, como se foi enganada e então bate aquela raiva , aquela dó da gente mesma e uma vontade descontrolada de ir até o outro e jogar um monte de verdades na cara e mostrar que não se foi tão boba assim e se mostrar forte, mas ao mesmo tempo querendo que ele enxergue a fragilidade no olhar e quem sabe assim bata um pouco de culpa. Mas isso não acaba com a dor, isso não acaba com a memória, isso não acaba com arrependimento nenhum.Isso só te deixa com uma raiva de você mesma e se perguntando o tempo todo ''Como pude me enganar assim?''
E é isso que me pergunto o tempo todo.É essa duvida que me assombra.Mas nós mulheres temos muito disso de culpar a nós mesmas, quando a culpa é totalmente do outro.Isso de querer que desse certo mesmo depois que se descobre como o outro realmente é. Mesmo depois que desmascara a gente tem aquela esperança que o outro se arrependa, te ligue no meio da madrugada, se declare(dessa vez de verdade) e diga que quer tentar de novo.Bom isso aconteceu comigo e não deu certo.O outro não mudou, foi só mais uma mentira.O outro não se arrependeu, foi só uma questão de tempo e erros sucessivos para perceber.E o outro não se declarou, mas sim enganou.
Enfim a gente sabe que nada é pra sempre, nada se eterniza, que toda relação é temporária, mas a gente nunca espera que acabe assim.A gente não espera perceber que depois de tanta coisa que se passou juntos o que os outros falavam e a gente insistia em não ouvir é verdade.Pior é nosso caso que até quem não nos conhecia, só de ver passar juntos com toda aquela sintonia apostava que ia dar certo.E não deu.
O que doeu mais foram as mentiras descobertas pouco a pouco e não o fim do meu amor(que nem de nosso posso chamar).O que doeu mais foi o engano.

8 comentários:

Fernanda Ventorim disse...

Não sofra por um alguém que tanto lhe faz sofrer, ele não merece suas lágrimas, sua tristeza, sua aflição.
Isso é apenas uma fase, que vai passar em pouco tempo. Não deixe que essa aventura, que deu errado, lhe proporcione o fim do amor. Você vai encontrar um cara que te mostre o verdadeiro significado de amar.
Beijos, lindo texto!

mais amor, por favor. disse...

Estou muito muito muito feliz com a tua volta Thalita!
É... Mas pelo o que li o motivo da tua volta não foi muito bom, infelizmente minha linda, a gente deposita nossa confiança nas pessoas, nossa paixão, nosso amor, tudinho de nós, em alguém, e determinadas pessoas não dão valor, infelizmente, e é só isso que eu peço, mais amor, pra todos nós. Espero que tu esteja bem.
Um beijo e paz!

Camila Paier disse...

Acordamos dos enganos que vivíamos quase que, na mesma hora. Parece que você viveu tudo o que vivi. Quase é impossível acreditar que tudo não tenha passado de um devaneio, de um sonho, de uma ilusão. É triste, e dói.
Acho que meu último post além de ser totalmente pra mim, pode ser pra ti também, amada. Senti tua falta no blog!
Beijoca

Amanda Arrais disse...

O título do texto já diz tudo e expressa o que eu realmente acho sobre isso. Mentiras sinceras não me interessam. Sempre melhor a verdade.
E acho curioso o que tu falaste logo no início, concordo. Quando estamos felizes demais parece que não temos tempo pra nada mais e a criatividade vai embora.

=*

In my Place disse...

A vedade é que quando acontece algo desse tipo leva um tempo para toda a nossa inspiração e criatividade voltar, eu particularmente fico feliz qe esteja postando de novo Thalita, os seus textos praticamente expressam o que eu também estou vivendo. E por mais que pensamos que nada vai dar certo, que vamos acordar e ver que tudo ''é uma mentira'' a realidade vai chegar uma hora, mais como diz Mario Quintana '' É tão bom morrer de amor e continuar vivendo''
Beijos ;**

Ariela disse...

É sempre difícil lidar com decepções. E quando vemos que só ocorreram por causa de nossas próprias ilusões, tudo se torna pior.
Mas no fim, superamos e acabamos comentendo o mesmo erro da auto ilusão novamente.

Espero que supere logo, porque a vida é uma rua esburacada que não vive que desvia dos buracos, mas quem levanta quando cai.

Angélica Medeiros disse...

Nossaa é verdade!! Nos enganamos tanto em nossos relacionamentos ki acabamos enganadas e solteiras.
Mas tudo bem.
Tudo passa.
Beijoss

Pipa. Agora eu era o herói. disse...

Poucas coisas enganam mais que o coração não é mesmo?


Te abraço com carinho Thalita.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...