domingo, 16 de outubro de 2011

Odeio dizer não!


Odeio dizer não! Dizer adeus , dizer que é o fim, dizer que chega. Mas é preciso saber dizer não, é preciso saber aceitar o fim, é preciso dar o ponto final. E isso eu digo quanto a tudo, quanto a todos. Porque chega uma hora que a gente vê que não dá mais, não mesmo. Chega uma hora que as coisas ruins pesam, sobressaem e são mais frequentes que as coisas boas que alguém nos fez e aí sim é preciso jorrar um 'NÃO', assim mesmo bem grande, bem alto, em Caps Lock: NÃO!

Odeio ser a responsável pelas coisas tristes, pelas separações da vida, pelo fim, principalmente por que tenho medo do arrependimento. Quem não tem? Chegar lá na frente e pensar que poderia ter sido tudo diferente se a gente tivesse persistido mais um pouco. Quem sabe, quem sabe...ninguém sabe e é por isso que é preciso dizer não. Não há arrependimento mais amargo do que o do tempo perdido com alguém que só nos fez mal. E se ele talvez mudasse com o tempo? E se ele percebesse o valor que deveria me dar? E se ele passasse a me amar mais? Perguntas e perguntas mais frequentes que nos rodeiam a mente quando vem o arrependimento. Mas a gente não deve se arrepender quando outro não se arrepende, não mesmo. É perda de tempo.

Odeio ter que partir, sentir a culpa, remorso, chorar. Odeio todas essas coisas de fim de história, fim de relação. Mas é preciso. Um conselho que me deram: isso passa. Mas quantas noites mal dormidas, quantos choros, quanta solidão nos acompanhará até passar? Não sei! Ninguém sabe. Pra alguns passa rápido, pra outros o tempo não é tão bondoso assim. Mas uma coisa é certa, um não muitas vezes é melhor que um sim e um final bem mais compensatório que um recomeço. Afinal, aquilo que é bom de verdade não precisa voltar ao início e começar tudo de novo tentando se desviar das coisas que deram errado, pois por mais que a gente tente desviar e consiga, elas ainda vão estar dentro de nós gravadas, marcadas, ferindo-nos e impossível é não colocar tudo pra fora por qualquer empecilho bobo.

E aí eu lhes pergunto: será mesmo possível desviar de tudo que deu errado quando recomeçamos? Essa é a pergunta que tem resposta, todo mundo sabe e pode nos livrar de todo arrependimento. Não, nunca será possível, porque o que é gravado a base de dor, choro e noites mal dormidas é difícil esquecer, é difícil curar, se é que há cura.

4 comentários:

Marcella Fernanda disse...

"Não há arrependimento mais amargo do que o do tempo perdido com alguém que só nos fez mal."
Mtmt bom esse texto, amei ! Tbm sou mt assim.. td meu é cheio de vírgulas, não consigo terminar as coisas, ser causadora de mágoas. Dizer não é um sacrifício, mas nem sempre as coisas são fáceis né.

Beeijoss linda

Andressa. disse...

Olhe nem me fala...
tive que dizer não ontem mesmo e é a pior coisa do mundo dizer adeus. :/

Iohana Rissi ♥ disse...

Não exite coisa mais difícil do que dizer um 'não'. Ainda mais quando tem de ser dito à alguém que nos ama. Passei por isso inúmeras vezes e infelizmente sei que vou passar por mais muitas e muitas e muitas vezes. E a propósito, adorei seu blog! Você escreve com tanta alma e coração. rsrs. Parabéns. Vou passar aqui sempre que tiver um tempinho. Beijos

Sirlara Wandenkolk disse...

Caramba, que fumegante..
Concordo/discordo com vc, tem desculpa de coisas que vc lembra mas não sofre e outras desculpas que seria melhor se nem fossem pedidas.
Beijo e saudade daqui ^^

http://e-raumavez.blogspot.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...