domingo, 12 de fevereiro de 2012

Que a gente se permita ser feliz


Que eu me permita ser feliz e fumar o meu cigarro e agradecer todos os dias, todas as horas, todos os minutos por ter ao meu lado grandes amigos. Que eu me permita não me deixar assustar pela solidão que vem ás vezes. Que eu não enlouqueça na busca do amor ou me ache a pessoa mais azarada do mundo por sempre ver o amor me deixando de lado, aliás esquecendo de mim. Que eu acredite com toda força do  mundo naquela teoria que as coisas acontecem na hora certa e que por isso não devo praguejar a vida ou a má sorte sentimental ou todos aqueles cafajestes que partiram meu coração.

Que eu me sinta plena, que eu reluza, que eu brilhe, que eu seja tomada por felicidade, ainda que um pouco sozinha. E que a cada festa que eu vá eu realmente beba, dance e diga todas àquelas besteiras aos meus amigos, enfim que os curta, sem que a necessidade de estar ali pra encontrar alguém que mude minha vida atrapalhe os bons momentos que deixo de viver só por achar que a droga do amor é mais importante. Talvez seja mesmo, talvez não, é! Mas e daí que eu não tenha essa sorte tremenda de ser amada? Mas e daí se a vida, o universo, o Deus que nos guia quis assim? E daí? Ainda tenho amigos maravilhosos, sarcásticos e tem até alguns pervertidos pra me fazer morrer de rir ou de vergonha em qualquer situação. Ainda tenho a família nos almoços de domingo ou pra dar conselhos mais sérios, ainda que a gente sempre peça conselhos sérios pra melhor amiga, porque acha mais prático e confortável. Ainda tenho uma playlist repleta dessas músicas românticas para ouvir nos dias de chuva e uma lista de filmes bem bacanas pra ver quando bate a solidão. Ainda tenho um gosto apurado pras melhores bebidas em caso de dor de cotovelo ou de pura farra mesmo. 

Talvez eu tenha mesmo sorte e não perceba. Porque quando a gente acha que só quando tiver o amor da nossa vida, dois filhos e um cachorro bem peludo seremos felizes, perdemos um pouco dessa sorte em perceber que estar vivo e cercado de amores fraternos e amigos conta muito. Aliás é o que conta realmente de verdade. Poque a gente só se prepara pra um duradouro e verdadeiro amor amando e quebrando a cara muitas vezes com as pessoas erradas. Porque a gente só percebe que amor não é tudo quando depois de um pé na bunda ainda tem algumas amigas ao seu lado pra animar trazendo filmes e pipoca ou mesmo um convite pra qualquer festa. Porque a gente só percebe que o que a gente tem já basta, quando perde um pouco disso. Porque a gente só percebe que somos sortudos, quando a gente acorda depois de uma festa ainda de ressaca e com o ressentimento de ainda não ter encontrado um cara legal, mas com o seguinte pensamento: 'Ontem sim valeu a pena!'.

 Porque a gente precisa de pouco pra ser feliz e não percebe. Porque a gente só conquista o outro quando gostamos de nós mesmos e acreditamos no nosso potencial, sem parecer a maluca que finge auto-estima porque lê livros de auto-ajuda. Porque quando a gente tá mal assim porque tá só, nos tornamos uma piada fora do contexto, e bom,  piadas fora do contexto não têm graça alguma, por melhores que sejam estas.

9 comentários:

Luria Corrêa . disse...

É exatamente o que eu penso. A gente cisma demais em encontrar a pessoa ideal que esquece de ser a gente e esquece de viver. Para isso criamos uma personalidade nova, só pra agradar alguém que vai ver no fim não dá a mínima pro que você é ou pretende ser um dia. A gente é muito boba na maioria das vezes, mas quando percebemos isso que tu disse no post acima, temos uma chance enorme de fazer valer a pena.

Boa semana, bjs!

disse...

nossa, amei o seu texto.
a gente tem que ser feliz só, acompanhada e ver que a felicidade esta nos pequenos gestos, em varios momentos... vamos viver... adoreiii muitooo
beijos e boa semana!

IlkaSouza disse...

É verdade, temos que aproveitar o que temos, parar pra pensar em como ficaríamos se perdêssemos esse 'pouco' que tanto achamos ser menos importante e que na verdade é o que realmente nos faz feliz!

Andressa Tavares. disse...

bom é ser feliz e mais nada, nada ♫

Srt . Vasconcelos disse...

Amei seu texto. Fazer o que te faz bem é o segredo pra ser feliz, não todos os dias, mas em geral.

Thalita Paiva disse...

Felicidade SEMPRE em primeiro lugar, é como um alvo. Antes de mais nada pense em sua felicidade própria, ser feliz consigo mesma, depois a felicidade alheia.

Overture disse...

Aí num é por nada, mas você é a gatora mais bonita que eu vi nos ultimos cem anos.
Aí esse poste traz uma mensagem muito importante porque a gente temos que se permitirmos ser feliz em pequenos detalhes, como por exemplo sorrir, por exemplo não chorar, e muitas coisas mais. A gente muitas vez é felizes e não sabíamos; tem gente que vai morrer dizendo: cadê a felicidade, mano? Se passa perto de mim perguntando isso, dou-lhe uma chapoletada na nuca, porque felicidade não se procura assim, tem que perguntar direito pô.
Aí, por caridade, segue eu lá no meu blog, faz uma boa ação, deixa eu feliz, vai por favor, sótem umas quatro gata pingada lá, eu to com a maior inveja dos caras
Então tá bjão

Ká Andrade disse...

Oi flor, amo seu blog viu!
você segue meu blog (cuspindo sentimentos)...
estou aqui para lhe enformar que esse blog foi hackado, e agora escrevo nesse blog aqui : http://sentimentosfeericos.blogspot.com/
se gostar, siga! um beijo no coração!

Priscila Lima disse...

Pois é, devemos colocar a nossa felicidade em primeiro lugar e jamis adiá-la.
Ótimo texto!
Bjs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...