quinta-feira, 24 de junho de 2010

Eu por inteira


Tudo bem que eu sou meio ranzinza ás vezes.Aliás, raramente você me encontrará de mau humor.Sou impaciente,isso admito.Mas o mau humor é algo que me persegue só na famosa TPM.Sou daquele tipo de pessoa de querer logo,de querer já.Mas me controlo em meio a tanta pressa.Sou cautelosa,penso antes de falar.Ás vezes acontece de eu não pensar e sair disparando verdades duras por aí.Mas isso só acontece quando chego ao meu limite,quando vejo que não dá mais pra guardar tanta coisa dentro de mim.Na maioria das vezes me seguro pra não ofender,ainda que merecidamente, a ninguém.Guardo meus pensamentos sarcásticos para mim.Alguns exponho,mas só entre amigos.Não sou de muitos,e não me envorgonho por isso.Sou de poucos com muito orgulho.Até porque quando se tem poucos corações pra se cuidar a atenção que se divide entre eles se torna grande pra cada um.Não sou de manter aparências falsas, embora admita que muitas vezes já tomei atitudes que não condiziam com minha personalidade só pra provar algo a alguém.Sou teimosa,muito mesmo.Mas quando vejo que não estou com a razão peço desculpas, não sou de fazer rodeios, tampouco fazer tempestade em copo d'água. Tenho manias , vivo em loucura.Coloco o relógio pra despertar uns quarenta minutos antes da hora que tenho que levantar ,e sempre em horas que terminam com minutos ímpares.Falo sozinha , mas somente dentro de casa.E tenho mania de dormir com o cobertor cobrindo a cabeça, não importa quão calor esteja.Se estou sozinha vivo com o fone nos ouvidos ou o rádio ligado. Gosto de música,gosto de sons,gosto de arte.Sempre procuro andar com um livro na bolsa, embora ultimamente o livro,que se revesa a cada semana, tenha servido mais de enfeite, porque ando sem tempo para a leitura.Sou preocupada,indecisa,insegura.E lhes confesso que sempre que acabo de conhecer alguém,logo ali na primeira conversa, morro de curiosidade pra saber o que a pessoa achou de mim.E como toda boa garota meio romântica - totalmente romântica,mas não confesso quase nunca- adoro filmes de comédia romântica.Galãs com senso de humor, diálogos inteligentes, tudo isso me cativa. Queria viver um filme desses bem divertido, constrangedor, mas com um doce final feliz.Todos queríamos não?Mas como nem todo mundo nasce com essa sorte retratada pelas comédias hollywoodianas ,vamos ver o filme, suspirar no fim e sonhar um pouco.
Não uso meio termos, não sei ficar em cima do muro e nem gosto de gente que age assim.Acho sofrimento válido se este realmente nos trouxer algo de bom como dizem por aí.Mas acho mais válido ainda felicidade.Viver já pode ser barra pesada ,merecemos essa doce recompensa que é a felicidade.Merecemos muito.E acho que deveria nascer todo mundo feliz , e aos poucos ,enquanto íamos crescendo, de acordo com as atitudes que escolhíamos tomar essa felicidade aumentaria ou diminuíria.Mas é claro que sempre haveria tempo pra recuperá-la.Afinal sempre há tempo para se concertar o que há de errado na nossas atitudes.Outra coisa que acho que todos nós devíamos nascer tendo é mãe.Acho muito triste quem não as tem.Quem já nasceu sem saber como é essa figura tão essencial nas nossas vidas.
Mas deixando a tristeza de lado ,eu assumo: não sou muito fã de rotina.Se pudesse cada dia acordava em um horário , faria algo sempre diferente, viveria cada dia uma vida diferente.Mas não dá ,estamos aprisionados na mesmice ,nosso sistema já designa que há muitos anos para nos destinar à escola,depois alguns anos na faculdade e depois quase o resto da vida toda no trabalho.Mas há folgas entre todo esse sufoco.Há férias determinadas e há férias que a gente mesmo determina pra dar um tempo dos outros.
Sou meio desligada para datas,então me perdoe se o Parabéns chegar atrasado. Tenho boa memória ,mas a reservo mais para as ''decorebas'' das fórmulas de exatas.
Acho que sou uma boa pessoa.Mas é meio suspeito falar isso,sendo que sou a minha melhor amiga.É,admito sou louca.E sendo minha melhor amiga, brigo comigo mesma, me dou puxão de orelha e tudo.E também tenho pra me auxiliar outras grandes amigas.Poucas, porém grandes.É como eu disse intensidade vale muito mais que números.E viver de aparências é uma grande besteira.Porque no sufoco são poucos os que te estendem a mão.E como sou de poucos,mas não sou pouco e nem resto,sei ser inteira.Então saiba que não procuro metades em ninguém.Não serei metade da laranja de ninguém.Serei completa e quero alguém completo para mim.
Não uso de vulgaridade,não faço escândalo.Sei me defender,mas sem ser baixa.Não gosto de gente que grita,que é arrogante, que zomba dos outros só por prazer.Não gosto de gente duas caras ,embora viva cercada por gente assim.Não gosto de muitas coisas.Mas percebo que felizmente tenho convido com mais coisas que eu gosto do que eu não gosto.
Sou assim: humana,errante,pensante,inconstante.Mas também tenho qualidades.Muitas até diria.Sei me reconhecer com orgulho.E o mais importante sei aprender com meus erros,sei me deliciar com as minhas loucuras, sei reconhecer a quem devo dar valor, sei ser de verdade.Porque hoje em dia tem tanta gente que é de mentira que até da vergonha de ser gente.Mas entre saberes, apatias ,preferências ,manias loucas ,cá estou eu toda orgulhosa por ser quem eu sou até nos meus pequenos defeitos.

4 comentários:

autofágica disse...

Ser metade inteira é uma
das coisas mais saborosas e
dificieis da vida. É esquecer
o apego, se amar primeiro.
tenho certeza que essa saudade-dor
vai passar. volte sempre querida!

*)


Ayalla.

autofágica disse...

e você é de São João Del Rey *___*
adoro essa cidade :D

mais amor, por favor. disse...

Isso acontece quando a gente se aceita né... Defeitos, qualidades, bom humor, tpm... todas essas coisas. Apenas SEJA! E tudo aquilo que tu quer, virá.
Beijo grande!

Camila Paier disse...

Temos muito em comum! Hahahaha
Mas quanto à hora do despertador, coloco as horas ou iguais, ou em números finalizados por cinco. Acho phynno! HAHAHA
Um beeeijo guria!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...