quinta-feira, 1 de julho de 2010

A imaturidade que nos cerca


Você sai sexta a noite rumo a uma festa à procura dele.Você vai ao cinema com sua amiga e acredita que possa esbarrar com ele na fila da pipoca ou na entrada.Você se arruma toda para ir a padaria da esquina com o intuito de poder encontrá-lo e caso isso aconteça você não vai estar vestida como a mendiga que circula dentro de casa.Pois é, estamos sempre a procura do nosso grande amor.Mas infelizmente você após toda essas suas saídas frustrantes percebe que ou o seu grande amor não está te procurando nos mesmos lugares que você o procura ou ele não existe.
A partir desse desmoronamento das suas ilusões você volta a alugar os filmes românticos e a comprar a pipoca e se tranca em casa no fim de semana se iludindo com um roteiro que nem de longe têm alguma semelhança com sua vida, principalmente amorosa.Você larga as festas que não te levam a nada além de relações superficiais que não rendem nem um telefonema no dia seguinte.E você também volta a calçar as Havaianas, colocar a velha camiseta,prender o cabelo de qualquer forma para ir comprar o pão, afinal ninguém de interessante estará por lá mesmo.E você vez ou outra totalmente contrária a sua vontade acaba indo pra mais uma festa depois de muita insistência das suas amigas.Ao chegar a festa você não abre nenhum sorriso, não dança, não acha graça.Você só consegue olhar para o relógio e pensar consigo mesma: ''Droga!É meia noite ainda.O tempo não passa''.
Mas você está enganada, o tempo passa sim e muito rápido.Portanto não fique aí desperdiçando ele por causa de suas decepções.Não está faltando homem não. Está faltando é homem que não te veja como um objeto descartável e que ele recicla quando bem entender.Mas você não pode ficar aí nesse desleixo por tampouco.Vá para a festa sim,mas não com essa necessidade de encontrar alguém em primeiro plano.Vá para se divertir.E só se envolva com o primeiro galante que lhe aparecer com aquele ''papinho'' de sempre se você estiver disposta a arriscar entrar no jogo deles e não se envolver.Agora se você não está afim de entrar nesse joguinho avalie bem a mercadoria a sua frente.Preste atenção a cada palavra e gesto.Faça o controle de qualidade e só depois de aprovada faça o uso dele.Faça o uso?Que expressão mais fajuta é essa.Acho que esse meu desapontamento com os homens está me tornando menos sentimentalista e fazendo-me usar expressões tão intoleráveis em relação a uma pessoa.Não somos objetos, portanto me auto corrigindo agora:não use, mas sim se aproprie da mercadoria.Se aproprie, mas sem se apegar.Afinal o que mais há por aí é mercadoria falsa que é uma maravilha no primeiro dia de uso,mas alguns dias depois,senão no segundo, já começa a dar defeitos.Me desculpem os ''cuecas'' de plantão que possam estar lendo isso aqui e me condenando por eu chamá-los de mercadorias, mas é que não achei termo mais apropriado para a comparação.É apenas uma comparação qualquer sem nenhuma intenção de ofender.Tantos homens vivem nos tratando como objetos o tempo todo,mas é claro que há exceções.E felizmente são essas exceções que nos fazem acreditar que nem tudo está perdido.Mas por outro lado essas exceções são muito poucas,caso raro.Mas aí logo dizem que a culpa é nossa que somos muito exigentes e idealizamos homens perfeitos.Se querer ser tratada nem que seja com um pouco de consideração é ser exigente demais,me desculpem, que venha o Apocalipse, pois não há mais mais amor verdadeiro e nem amor próprio nesse mundo.
Está vendo, já vim com meu drama.Não é para tanto.Não é o fim do mundo.E é isso que estou tentando dizer aqui.Não se precisa fazer drama porque ele não te ligou no dia seguinte, porque você foi burra e se enganou mais uma vez, porque pra você sempre dá errado ou porque você desperdiça seus fins de semana a procura de algo que nem sabe se existe.
Pois bem, se o que te cerca é essa imaturidade toda e está difícil achar alguém que corresponda às suas simples e modestas expectativas, está difícil ser amada quando é tão fácil pra você amar.Não se preocupe, você não precisa de alguém para se arrumar,e a festa é você quem faz.Cante com as suas amigas, dance e encha a cara se isso lhe faz bem e se você não for fraca pra bebida, porque vexame de tonta não é algo que te eleva aos olhos dos outros, pode ter certeza.Nós mulheres temos que aprender que não se vale desperdiçar nem que seja um pensamento por quem não nos faz bem, que não vale esperar, que não vale colocar isso em primeiro plano nas nossas vidas.Aprender é fácil ,acho que todas nós já sabemos isso.O difícil é controlar o coração.Mas então leve isso como prioridade : aprenda a controlar seu coração.Porque se você quiser entrar no jogo deles, tudo bem.Mas é preciso ter o controle dos sentimentos.É preciso não se envolver.Agora se você não nasceu pra esse tipo de joguinho ridículo que cerca nossa sociedade masculina até a faixa dos 25 anos (em média) não desperdice seus dias se iludindo com filmes e solidão.Não faça isso, eles não merecem nenhum tempo perdido. Saia com o único propósito de se divertir, e você vai ver como isso vai te fazer bem.E não se esqueça avalie bem a mercadoria.Existe propaganda enganosa sim, mas vai que uma dessas possa ser a verdadeira.Mas não se apegue tão rápido, aprenda com eles, seja fria , ou pelo menos pareça ser.Seja um mistério, não revele nada, controle esse coração, pelo menos nos primeiros encontros.A maioria de nós têm a mania de apressar o passo e já sair se declarando e dizendo tudo que sente sem antes ter certeza que o outro sinta o mesmo, ou ao menos chegue a sentir algo.E bom quando é uma pessoa imatura que recebe tal tipo de declaração ela não sabe lidar com isso de maneira séria e transforma tudo em uma palhaçada danada.E você começa até a ter que usar o rímel à prova d'água para não andar com os olhos envoltos pela mancha preta deste quando você entra na fase que não consegue conter as lágrimas.
Sim, estamos cercadas de imaturidade masculina e o jeito é entrarmos no jogo deles ou criarmos nosso próprio jogo.Mas nunca perder um momento sequer choramingando pelos cantos por algo que ainda não atingiu seu nível de maturidade. A ciência afirma que os homens amadurecem muito depois que as mulheres, e infelizmente nós somos a prova viva disso, nossas experiências confirmam o que a ciência já explica.
Eu sei que a mercadoria anda de péssima qualidade, mas não desista. Há as exceções.Pena que não dá pra todo mundo.Mas calma aí, um dia todos eles crescem e aí quem entra no poder de domínio deles somos nós.Calma aí , não borre a maquiagem.Não vale a pena.E tem muito o que nos divirta lá fora a não ser eles.Então por favor não entre nessa fase de desleixo com você mesma porque antes de querer ser amada, temos que amar a nós mesmas.É preciso muito amor próprio.Até porque quando possuímos este não é qualquer mercadoria falsa que nos deixa em prantos no dia seguinte.E a gente percebe que quem perde não somos nós,mas sim eles.Então a perda de tempo com o que eles consideram diversão hoje, só nos serve de um conceito que estabelecemos para usarmos futuramente quando estes atingirem esse nosso nível de maturidade e nós estivermos ditando o nosso jogo pra eles.Calma aí,como já dizia Jean de la Fontaine : ''Um dia é da caça, o outro do caçador''.Enquanto isso só se divirta.Lágrimas as desperdice só por grandes amores que lhe amaram de volta, porque mercadoria de uma noite só você descarta e ''hasta la vista, baby''.Nada de apego a quem não merece.Controle este seu coração, por mais difícil que seja.

7 comentários:

Camila Paier disse...

A imaturidade dos homens de hoje me cansa! E é só o que tem me aparecido no caminho. Dizem que, eu preciso de homens mais velhos. Será essa a solução pra todas nós, já que como mulheres, amadurecemos mais rápido?
Fica no ar, e cada uma responde, internamente né.
Um beijo guria!

Lilian disse...

.Se querer ser tratada nem que seja com um pouco de consideração é ser exigente demais,me desculpem, que venha o Apocalipse, pois não há mais mais amor verdadeiro e nem amor próprio nesse mundo.
Concordo :)
Beijo.

Lu Dantas disse...

Oi, Thalita! Vim retribuir sua visita lá no blog. Obrigada por passar por lá, viu!

Sabe que, antes de pensar nele, acredito que seria melhor pensarmos em nós. Valorizarmos o que trazemos lá dentro, o que somos, o que queremos. Não permitindo que a motivação venha de fora, cuidando da nossa autoestima.

Na hora certa, ele pode chegar.

Beijo

Samarav disse...

Muito bom o post, foi meio que uma mensagem pra mim que saiu muito a noite.
mas acho que não é só imaturidade do homem não. a mulher também tem culpa.

beijo

Maísa disse...

Essa imaturidade masculina me dá nauséas!
Ah, mas que eles sempre são o motivo da nossa alegria e principalmente da nossa tristeza é fato!

Ameei o texto!

Pipa. Agora eu era o herói. disse...

Eles devem ter para isso poderosas razões...

Que ao passar por nossas vidas.
Não tenham forças para nos despetalar.

Somos rosa.



Planttei um pé de sol.
Vaí um pouco de luz aí?

Beijo

mais amor, por favor. disse...

Ai guria, sabe que isso tudo é completamente verdade né...
Mas sabe que eu tenho um pensamento meio egoísta nesse sentido, não quero sair pensando em encontrar o amor da minha vida, minhas decepções já me fazem crer que "procurando NÃO se acha" por isso to mais nessa de deixar acontecer, acho que é o melhor caminho. E claro, não raro me deparo com mercadorias, a maioria estragadas, com defeito, mas se parar pra pensar, nós, mulheres, temos uma parcela de culpa nisso... Algumas não são exatamente o que eles chamariam de mercadoria boa, sendo assim eles acham que todas são iguais. É muito confuso, muito.
Beijo linda :*

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...