segunda-feira, 18 de julho de 2011

O amor é brincadeira


E quando toca a alma? E quando chega tão fundo, tão fundo, que o coração não suporta armazenar tanta mistura de sentimento? E quando sorrimos para nós mesmo sozinhos em um cômodo qualquer pensando: isso realmente é amor?!

É como quando a gente é criança e quer muito um brinquedo e os olhos brilham quando ganhamos. O amor é o brinquedo dos adultos, diria assim. E como bom brinquedo de criança ingênua ele começa com pura diversão, entretenimento, carinho e até com um apego, digamos assim mesquinho, por parte de alguns. O amor é o brinquedo que enaltece a alma dos adultos, que por não serem mais crianças buscam no amor a magia de um sonho reprimido de infância. Sonho encantado. O amor é magia e é também a nossa única prova de que a magia existe. É, sim, uma magia bem mais reforçada do nosso sonho de infância de ser a princesa ou príncipe que findou com o 'felizes para sempre'.

Mas o amor é brinquedo e quando passa o tempo do tumultuado encanto do início pode ir se desgastando, perdendo a graça, quebrando em partes, quebrando-se por inteiro. É, o amor - esse brinquedo-brincadeira de adultos - pode ser sim perigoso, pode ser sim descartável, pode ser sim desgastado. Uns dizem que amor é bom mesmo só no início, que quando chega o meio vai deixando de ser amor pra se aproximar do fim. Mas tem aqueles que acreditam que toda aquela relação que se finda não foi amor de verdade, que o amor de verdade dura a vida inteira e não machuca, e não faz sofrer , e não nos traz males talvez nunca mais curáveis. Tem outros que dizem que amor não existe, é mera ilusão da humanidade para se justificar por atitudes infantis, impensadas, imaturas, insensatas, loucas, fora de cogitação. E eu não escrevo aqui para discutir quem está certo ou quem está errado. Cada um que encare o amor da forma que quiser. Alguns fogem, outros mergulham sem medo. Alguns não acreditam , outros dizem que é tal sentimento que dá sentido à vida. Mas como eu disse, cada um com seu amor, cada um com sua forma de amar.

Uma coisa é certa, nessa brincadeira de amar, saciar a magia renovada da infância é impossível não se entregar sem medos ou mesmo com medos se entregar. Não existe quem ame mais ou menos. Quem ame, mas não ache que é o momento certo. Quem ame, mas não tem tempo. Não existe quem ame sem se arriscar. Porque quando toca a alma é a revelação da magia que nos faz querer tanto alguém que perdemos o foco sobre nós mesmos, que esquecemos do tempo, que esquecemos meio termos, meio sentimentos, que esquecemos os riscos, o mais ou menos, de nós mesmos. Quando é amor de verdade, na real, a pessoa te põe em primeiros planos porque tem medo de perder, porque te quer ali ao lado, porque sabe o quão era incompleta a vida sem você. E eu vivo falando de amor- esse brinquedo perigoso, maldoso, arriscado, inusitado- porque pertenço àquele grupo de pessoas que acredita que a vida não tem sentido sem ele, que acredita que ele é como a mágica dos filmes encantados que faziam nossos olhos brilhar quando crianças, que ele é o único capaz de provar a nós mesmos que o impossível é possível sim. Por isso acho que quando você ama alguma coisa ou alguém não existe 'deixa pra depois' , porque você quer aquilo agora, com ânsia e um medo danado de fazer tudo errado.

E pensando bem, lembro de tanta gente que passou por minha vida e já me quis pra depois, já falou que no momento não tinha tempo e eu acreditei que era amor. Mal sabia eu, coitada, que o amor tem pressa, urgência, fome, fogo, sagacidade, que o amor é já. O amor não é amanhã, não é depois, não é 'tenho que ver se não tem nada pra fazer com meus amigos' ou 'tenho que ver se não vai ter nenhuma festa legal, aí quem sabe descartada todas as opções a gente encontra.' O amor é aquele tipo de brinquedo egoísta que quer estar à frente de tudo e todos, que te faz só ter olhos para ele, mesmo havendo inúmeras oportunidades de se divertir por aí de maneira mais prática. O amor não é 'felizes para sempre', mas é mágico e difícil mesmo é sair ileso dessa enorme e inexplicável magia.

12 comentários:

deia.s disse...

Já disse o quanto gosto das suas idéias e do jeito que você escreve?
Admito que não gosto muito de textos grandes, mas os seus me prendem, ainda mais falando de um tema que me agrada tanto.

Kiss sweet :)

http://amar-go.blogspot.com/

cássia vicentin disse...

adorei como 'definiu' o amor. parabéns

Andressa disse...

Linda descrição do amor.
lindo mesmo *.*

mais amor, por favor. disse...

Ai chooooooooooooorei.
O amor é tão tudo isso que tu falou, e mais e mais e mais, infinitamente MAIS. Eu me li em cada palavra, e em cada linha que eu avançava percebi que desta vez estou acertando, que achei a minha possibilidade de fuga deste mundo desacreditado, e estou aqui, em AMOR. Obrigada mais uma vez pelas palavras, é reconfortante vir aqui, é mágico te ler Thalita. Um beijo grande, na alma!

deia.s disse...

Feliz dia do amigo flor! *-*

kiss sweet :D

http://amar-go.blogspot.com/

Fernanda Avenia, disse...

A garota ali em cima tirou as palavras da minha boca, não sou de bater os olhos em textos grandes e ter uma vontade louca de ler, mas os seus tem o poder de me prender e de lamentar quando vejo que vou chegando ao final. Haha.
Sem duvidas o amor é o agora, é para já. Ninguem quer esperar o depois, o tempo que certas pessoas pedem, não existe isso, Se você sabe que é amor não vai fugor, vai mergulhar, vai acreditar e querer a cada segundo mais e mais.
Você soube descrever muito bem esse sentimento, foi um dos melhores textos de amor que eu já li, de verdade. É como se um coração estivesse falando.
Lindo, Lindo!

dj william disse...

definiu bem o amor... um briquedo que ganhamos no natal...e com o tempo, ou a gente se esquece, ou ele quebra...

Sirlara Wandenkolk disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sirlara Wandenkolk disse...

Eu voto em cima. Nunca é demais ou exagerado "definir" o amor... Mais uma vez (:

Boa postagem (e o título chama ;x)

Mariana disse...

Adorei seu texto.
É a definição mais pura e verdadeira do amor!!
Me senti ali.. em cada frase sua!

beijo, bom fim de semana..

Veronica Rodrigues disse...

aiai o amor

rz disse...

difícil definir o amor. mas você fez um belo texto.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...