domingo, 4 de março de 2012

Eu não combino com o mundo


Sempre tive uma alma artística que nunca me permitiu gostar dessa gente que gosta de se aparentar igual  demais. Sempre tive um lado meio triste que vive em guerra com a alegria fútil da maioria do mundo de achar que ir pra balada, cair de tonto e ''pegar '' quase toda a festa vai resolver seus problemas. Desculpa, mas eu ainda não creio no dom milagroso do álcool e dessas ficadas com gente fácil em resolver a solidão. Talvez os livros, os filmes, as músicas, a arte tenham me enganado. E ninguém vai querer ficar por um bom tempo com  alguém somente por ter aquela sensação de que 'fulano me faz um bem danado'. Primeiro o mundo todo em que eu não me encaixo quer conhecer todo o mundo, quer conhecer toda a raça feminina em que nada acrescenta, nem mesmo no tamanho da roupa. Mas não é por uma roupa que a gente julga alguém. Eu mesma gosto muito do sensual, da roupa que nos valoriza. O que não gosto é do vulgar. O que não gosto é da falta de assunto e moralidade dessas mulheres em que o mundo insiste em vangloriar apenas pelo tamanho da coxa e pela falta de insistência em levar pra cama. Aí fico eu imaginado ,num país onde a maioria da população é feminina e o vulgar ganha cada vez mais espaço, na mídia, na fama, na sua turma de faculdade, na sua turma do bar, na sua turma da festa, onde é que eu vou encontrar alguém que acredite no conceito moral 'quero ficar com fulana porque ela me faz um bem danado'. Onde, me diz?! Por isso acho que ando cada vez mais só, porque ainda acredito que possa conhecer o homem ideal maduro e que não preciso extrapolar na quantidade do silicone e nem ficar me esfregando em tudo quanto é sujeitinho pra parecer alguém mais legal. Eu acredito demais no amor, mas acredito cada vez menos no mundo. E eu sinto tanta preguiça de ir pra festa conhecer cada sujeito que insiste em interrogar minha vida e meus gostos como se isso importasse mais que meu beijo como mais uma na lista pra se pegar e procurar quando der na cabeça.

6 comentários:

Jayne Gabry disse...

Nossa, parece que esse texto foi escrito por mim. É exatamente a mesma percepção que eu tenho a respeito do mundo, da maioria das mulheres e o amor.. que hoje é a coisa mais banal, mas além de tudo isso eu ainda acredito.
Adorei o texto, aliás, o blog.
Estou seguindo.

xxx
http://admiravelmundonosso.blogspot.com/

Thalita Paiva disse...

Na hora certa, quando menos estamos preparadas, o amor vem e fica...

Feliz nosso dia, mulher.
Bjx

Priscila Lima disse...

Às vezes também penso assim.
Gostei do seu texto!

Bjs
Ótima semana

Iohana Rissi ♥ disse...

Esse texto é simplesmente categórico! Não precisa de nenhum complemento, NADA! É simplesmente tudo o que eu sempre quis escrever, mas nunca encontrei as palavras certas. Garota, você combina mt cmg no modo de pensar. rsrs. Parabéns pelo ponto de vista espetacular! Você arrasou! Amei seu cantinho. Continue assim, inspirada sempre! Um grande beijo.

Veronica Rodrigues disse...

quanto tempo nao venho aqui, desde os tempos de coffee and cigarettes, continua lindo !

Marcos Alexandre Silveira disse...

http://www.palavrascompreensivas.blogspot.com.br/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...